quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Dangerous

Esses dias deparei-me, sonhando com você. Mas espera lá, eu não sei absolutamente nada sobre você! Afogando-me cada vez mais nesse fascínio, te buscando todos os dias onde quer que eu vá com quem quer que eu esteja! O que está acontecendo comigo? Aquelas suas palavras me cegaram, não consigo mais enxergar nada. Sinto que estou correndo perigo. Ora Deus, mas por que eu quero correr este risco? Eu simplesmente não sei nada sobre você! Mas insisto em me arriscar, insisto em te seguir! Seu olhar esconde sua história de mim, conheci você a tão pouco tempo, e não consigo mais esquecer. Caí em sua lábia, você arrecadou-me para você. Sim, eu sei que estou correndo perigo, mas é um risco que eu quero correr! Saber absolutamente nada sobre seu passado me assusta, e ao mesmo tempo me fascina. Pessoas desesperadamente tentam me avisar que não é certo o que estamos fazendo, mas eu não consigo parar! Eu quero correr esse risco com você, custe o que custar!
Você entrou em mim como espíritos possuem um corpo amaldiçoado. Eu não quero parar agora. Não podemos parar agora. Conheci-te pelo mundo mais sombrio que poderia conhecer. Um mundo onde todos podem mentir, e fingir ser o que realmente não são. E é por isso que eu sei que estou correndo perigo. Mas não vou desistir de você, não agora!
Que se danem as conseqüências, eu estou correndo um risco que quero correr, o resto que se foda. Todos em minha volta mandam-me mensagens de alerta, choram para eu acreditar, gritam para eu não ir, mas não estou nem aí, quero sentir a emoção deste perigo que estou correndo.
Seu olhar entrou fundo em mim, mostrou-me todos os riscos que estou correndo, e isso não me assustou. Estou a fim de me aventurar, doa a quem doer. Nem que para isso eu precise morrer. E mesmo você não sabendo nada sobre mim, conseguiu provocar meus pontos fracos, despertando em mim esse desejo implacável de perigo. Eu quero correr esse risco, e não importa o que aconteça, ao menos eu sempre saberei que contigo estive. É um grande erro, eu sei, mas é um erro que eu quero cometer!
E o que digo para as pessoas que estão na mesma situação que eu? Não façam o que eu estou fazendo, é algo muito perigoso, é algo que eu fiz por pura teimosia e sede de risco. Eu sei que você não vai me ouvir, assim como eu não ouvi ninguém. Fazer o que então? Correr o risco, sentir o perigo na pele, e o resto do mundo que se acostume com a minha vontade!!!
Sinto que estou correndo um GRANDE perigo. Mas não é agora que vou parar. NÃO MESMO!

3 comentários:

  1. Olá Meg, muito lindo seu texto, muito bom mesmo, estou começando meu blog, tem apenas um post, minha apresentação :D

    http://as-dores-do-amor.blogspot.com/

    #MichelMensana'

    ResponderExcluir